13 anos da passagem do Padre Geraldo

Crédito: Professor Mário Angelo

Padre Geraldo. Presente, na fé e em nossos corações.

Há 13 anos, em 22 de agosto do ano de 2007, dia de Nossa Senhora Rainha, Padre Geraldo Dantas Pereira passava à eternidade, após dias de internamento na capital cearense. O Padre que também exercia o papel de Pai, guia espiritual e orientador dos pedrabranquenses, ainda se preocupava com o bem estar social da comunidade de Pedra Branca, isso, desde sua chegada, muito jovem, na década de 1960. Essa que seria sua primeira e única Paróquia na qual passaria mais de 50 anos a frente.

Ainda com a saudade humano no peito, nos vem o conformo espiritual de que nosso querido Padre Geraldo, no Descanço na glória de Deus Pai, no Céu, intercede por todos, especialmente pelos mais necessitados.

Memórias de um Homem de Fé

Capítulo XXIII – O chamado do Pai

Há exatos treze anos, Padre Geraldo passava para a eternidade.

Memórias de um Homem de Fé

    22/08/2007

 

Hoje, quarta-feira, dia 22 de agosto de 2007, dia em que a Santa Igreja celebra NossaSenhora Rainha, por volta das 12 horas, meio dia, o nosso querido Vigário Padre Geraldo Dantas Pereira nos deixou. O Senhor o chamou para junto de si. Depois de mais de cinquenta anos de vida dedicando seu trabalho na atuação como pastor ao serviço de Deus em prol do nosso povo pedrabranquense, com serviços voltados à evangelização e ao bem comum, o querido Padre Geraldo, agora, descansa em Cristo Jesus.

Os últimos dias da vida terrena de Padre Geraldo, a exemplo da vida de Jesus Cristo, dos mártires e de muitos dos que ainda hoje, aqui na terra sofrem antes da passagem para a eternidade, foi de muito sofrimento, com dores e a doação de si mesmo em honra e louvor ao Deus Criador.

Neste momento de perda para…

Ver o post original 299 mais palavras

Oração a Deus por intercessão de Padre Geraldo

cropped-13625386_1334376639936003_7386012537580448716_n

Senhor Nosso Deus, neste momento tão difícil à humanidade, nos dirigimos à Ti, Pai de misericórdia e bondade. Pedimos, ainda em meio as muitas dúvidas quanto ao que virá pela frente, a intercessão do querido Padre Geraldo, Teu servo, ele que sempre rogou Vossas graças para o povo, de modo especial, àqueles que mais necessitavam.
Agora, Deus da vida e Todo Poderoso, cuida, guia e orienta Vosso povo, tanto espiritual como corporalmente. Amém.

 

 

Se estivesse em nosso meio, hoje Padre Geraldo havia feito 95 anos

Nesta data, 13 de novembro de 2019,  se ainda estivesse em nosso meio, o querido Padre Geraldo Dantas Pereira completaria 95 anos de existência terrena.

Hoje, aqui em Pedra Branca, Ceará, foi feriado municipal em memória desse homem (Servo de Deus e de Maria Santíssima) que tanto construiu no campo espiritual, social e intelectual de nosso povo.

 

 

Observação: postado já no dia 14.

12 anos de saudade!

images

Hoje, quinta-feira, dia 22 de agosto de 2019, data em que se celebra Nossa Senhora Rainha, faz exatamente 12 anos da passagem de nosso querido Padre Geraldo Dantas Pereira.

O sentimento que nos vêm é o de saudade, falta, até, mas, pela certeza que a fé nos traz, também nos vêm o conforto de que o querido Padre Geraldo estar na Glória de Deus e que, com a Virgem Maria, a quem tanto amou e propagou em vida, segue intercedendo junto ao Deus vivo e verdadeiro por todos os seus queridos e necessitados filhos espirituais.

Padre Geraldo, ‘sempre vivo, em Deus e nos nossos corações’.

 

 

O JAZIGO DE PADRE GERALDO

IMG-20190504-WA0004Logo quando foi anunciado o falecimento de Padre Geraldo, os membros da Igreja local, aqui de Pedra Branca, passaram a aprontar o local em que seu corpo seria enterrado.

O lugar exato em que permanece o corpo do Sacerdote é examente à direita da porta principal (porta central) de entrada da Igreja Matriz; imediatamente ao entrar. Após depositado o corpo de Padre Geraldo, e tendo toda a multidão novamente olhado para ele, já depous de baixad o caixão, o mesmo foi fechado e lacrado. Bem em cima da cova em que o corpo do Padre foi posto no jazigo, foi colocada uma pedra de mármore com as datas de Nascimento e Morte do Vigário e, na parede ao lado, foi colocada uma foto de quando Padre Geraldo foi recebido no Vaticano pelo Papa João Paulo II, no início da década de 1980.

Como houve a reforma da Igreja Matriz de Pedra Branca – Ceará, do ano de 2016 ao ano de 2017, a Padra que era posta sobre o lugar em que se encontra o corpo do querido Padre Geraldo foi retirada e colocado um piso, uniforme, de mármore, em toda a Igreja. Agora, para honra e glória do nome Santo de Deus, nessa semana, mais precisamente onte-ontem, dia 03 de maio de 2019, nosso Vigário Padre Antônio Menezes, filho de Pedra Branca e que teve o incentivo ao Sacerdócio de Padre Geraldo, mandou colocar, no mesmo local onde foi sepultado seu corpo, uma nova pedra de mármore, com uma Cruz sobre ela e uma placa, na parede, com a identificação do saudoso Padre e datas, de nascimento e passagem para junto de Deus Pai.

Ficando, outra vez, bem visivel à todos os que entrarem na Igreja Matriz, e todos os fiéis de Deus que alí visitarem o local de lembrança do querido Padre Geraldo que por 51 anos permaneceu pastoreando o rebanho à ele confiado, a população Católica de Pedra Branca.

 

IMG-20190504-WA0003IMG-20190504-WA0005

Nossa Senhora da Imaculada Conceição – 8 de dezembro

Esta verdade, reconhecida pela Igreja de Cristo, é muito antiga. Muitos padres e doutores da Igreja oriental, ao exaltarem a grandeza de Maria, Mãe de Deus, usavam expressões como: cheia de graça, lírio da inocência, mais pura que os anjos.

A Igreja ocidental, que sempre muito amou a Santíssima Virgem, tinha uma certa dificuldade para a aceitação do mistério da Imaculada Conceição. Em 1304, o Papa Bento XI reuniu na Universidade de Paris uma assembleia dos doutores mais eminentes em Teologia, para terminar as questões de escola sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que era sumamente conveniente que Deus preservasse Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível para a Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.

Rapidamente a doutrina da Imaculada Conceição de Maria, no seio de sua mãe Sant’Ana, foi introduzido no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: “Maria isenta do pecado original”.

A própria Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, em 1858, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo para Santa Bernadette e para todos nós: “Eu Sou a Imaculada Conceição”.

Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós!

 

Fonte: Site: Canção Nova

 

Orações

 ORAÇÃO AO PADRE GERALDO

– Humilde Padre Geraldo, hoje te peço que, junto de Deus Pai, de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, pelo Espírito Santo, intercedas por todos nós, “tuas ovelhas”, muitas vezes desgarradas do teu rebanho. Tu que, em vida, muito colaborou para que todos fôssemos alcançados pelo teu maravilhoso trabalho de bom pastor e pudéssemos seguir teus ensinamentos e conselhos, todos eles baseados na palavra de Deus e no exemplo Materno da Virgem Maria; para que, ainda quando estava em nosso meio, e também hoje, pudesses ver as “sementinhas que por ti foram plantadas” tornarem-se brotos, pequenas e grandes árvores, até darem grandioso número de frutos na messe de Deus.

– Hoje, Padre Geraldo, vós contemplas o paraíso ao lado de Deus, Ele que te preparou para que oferecesses tua vida em favor de Seu povo na anunciação dos Santos Evangelhos, de Jesus Cristo, Nosso Senhor, da Santíssima Virgem, Senhora e protetora Nossa, a qual tu dedicara tantas orações e testemunhos; dos Anjos e dos Santos, com todos os justos que habitam na morada de Deus Pai. E é do céu que vós, Padre Geraldo, agora nos auxilias, intercedendo por todos nós junto ao Criador para que sejam abertos nossos olhos e iluminadas nossas mentes e assim, sejamos livres dos perigos corporais e espirituais desta vida.

– Querido Padre Geraldo, continuais intercedendo junto a Deus por todos os teus filhos e filhas espirituais. Hoje, não contamos mais com tua presença física ao nosso meio, mas temos plena certeza de que, em nenhum instante deixas de olhar por nós e de orientar-nos espiritualmente em nossas aflições e indecisões da vida terrena. Padre Geraldo, que por tua intercessão, possamos todos fazer parte do número dos que alcançarão o perdão de nossas culpas para que, um dia, possamos habitar na morada dos justos, graças a infinita misericórdia de Deus Pai Todo Poderoso. Amém.

 

ORAÇÃO Á DEUS PELO PADRE GERALDO

Meu Senhor e meu Deus, neste momento em que realizo esta simples oração á Ti, em total harmonia contigo, venho agradecer-Te por tua generosidade de nos ter permitido o bom e fraterno convívio com nosso querido Padre Geraldo; humilde servo que durante o tempo em que conosco conviveu, muito colaborou em favor de nosso crescimento espiritual, social e intelectual. Ele, assim como todos os teus bons “soldados, soube combater o bom combate pela fé mantida em Deus”.

Padre Geraldo que, em vida, se doou para realizar incansavelmente o trabalho que Vós lhe designastes a fazer; e depois de ter evangelizado o povo á ele confiado, Vós o chamastes para o lugar que reservaste junto a Ti, Ò Pai generoso, e aos teus anjos e santos.

Agora, O Deus Uno e Trino, rogamos a Ti, por intercessão da Virgem Mãe, Maria Santíssima, dos Teus Anjos e Santos e do querido Padre Geraldo: conceda-nos auxilio, hoje e todo o sempre, afim de que sejamos todos livres das tentações do inimigo!

Bom Senhor, Te somos gratos por vossa proteção contínua para conosco e por nos manter sempre firmes no caminho rumo ao banquete da vida eterna.

 

ORAÇÃO Á NOSSA SENHORA

Virgem Maria, Mãe de Jesus Cristo, Senhor e Salvador da humanidade, neste momento, pedimos tua intercessão junto ao Vosso Filho para que Ele, ao lado direito de Deus, olhe e proteja todos aqueles que, aqui na terra, um dia receberam as inúmeras orientações do Pai através de teu servo Padre Geraldo; Que todos, ó Mãe Santíssima, possam encontrar graça diante do Pai e um dia ser acolhidos no repouso eterno, assim como foi acolhido nosso querido Padre Geraldo, com Deus Pai, Seu Filho Jesus Cristo e todos os justos sob a luz do Divino Espírito Santo.

Mãe querida conceda-nos que sempre possamos viver de conformidade à vontade do Pai e sob vosso protetor amparo; que teu manto nos cubra com as bênçãos e proteções eternas e infinitas.

Mãe protetora, que ao lado de Deus, de Jesus Cristo e pela luz do Espírito Santo, possamos todos nós um dia contemplar as maravilhas da vida eterna, com todos os que habitam na morada reservada aos que foram escolhidos para lá morar, assim como o Padre Geraldo. E que, já aqui na Terra, nos mantenhas sob tua interseção de Mãe junto a Jesus Cristo. Amém!

 

 

 

 

 

 

 

Capítulo Final – Dedicação desse humilde trabalho

Ofereço este humilde trabalho, o qual tive a oportunidade de realizar num período curto de tempo (pouco mais de um mês) ao nosso querido e inesquecível Vigário Padre Geraldo Dantas Pereira; ele que mesmo depois de sua saudosa partida para junto do Pai, continua nos auxiliando e nos evangelizando, pelo “legado espiritual” que nos deixou. Dedico ainda, àqueles que conviveram mais diretamente com nosso Vigário, alguns dos quais cito neste momento:

Padre Glebson – (Pároco Auxiliar)

Senhora Luzia Costa – (Colaboradora e Ministra da Eucaristia)

Senhora Josefina – (Colaboradora e Ministra Extraordinária da Eucaristia)

Senhora Nenê Macaíba – (Colaboradora e Ministra Extraordinária da Eucaristia)

Senhora Socorro – (Colaboradora e Ministra Extraordinária da Eucaristia)

Rosa – (Secretária da Paróquia de São Sebastião)

Senhor Valdemar Matias – (Ministro Extraordinário da Eucariastia)

Senhor Joaquim Nerginio – (Ministro Extraordinário da Eucariastia)

Senhor Pedro João – Em memória (Colaborador direto durante décadas e Tecladista)

Senhor Antonio Crispinho – Em memória (Sacristão e colaborador direto por décadas)

José Wagner – (Então Coroinha, hoje Sacristão)

Renan – Coroinha

Senhor Zé do Padre – (Secretário do Padre Por décadas)

Professor Mário Ângelo Sá – (Historiador)

Luiz Rodolfo – (Colaborador)

Francisco _ Chicão – (Colaborador)

Esses, como muitas outras pessoas que conviveram mais presentemente  com o Padre Geraldo ao longo dos mais de  cinquenta  anos em que ele esteve no pastoreio de nossa comunidade religiosa.

Esta obra tem o intuito de apenas colaborar para se manter em nossas memórias as inesquecíveis lembranças daquele que por tantos anos nos orientou, nos ajudou e tanto contribuiu para o nosso crescimento espiritual, sem jamais se esquecer do desenvolvimento intelectual e bem estar social. Ele sempre buscou melhorias em todos os campos para nossa gente, para todos nós pedrabranquense.

Sabemos que as boas lembranças nos alegram o espírito e que Deus sempre se utiliza dos justos e corretos para realizar suas boas obras e nos salvar, temos a mais plena certeza de que Padre Geraldo, quando em vida, conseguiu ser verdadeiro instrumento do Pai Criador. Agora, com sua ausência material, pois continua muito presente espiritualmente, Padre Geraldo intercede junto ao Senhor Deus por todos nós. Essa é uma certeza para todos nós!

 

 

 

Vamos ser construtores da paz e não destruidores da paz.” Padre Geraldo Dantas Pereira

 

 

Capítulo XXVIII – Algumas particularidades especiais de Padre Geraldo em vida

Padre Geraldo sempre se confiava inteiramente ao Sagrado Coração de Jesus, tanto é que, a cada ano, celebrava a festa ao Sagrado Coração de Jesus, instituída para acontecer em nosso município no dia 29 de junho, já que aqui também se celebra a festa de Santa Rita de Cássia no mês de maio, outra grande devoção do Padre Geraldo quando em vida.

Ele ainda tinha grande confiança e devoção especial à Virgem Santíssima Nossa Senhora, Mãe de Jesus Cristo. O Padre costumava nos lembrar o trecho bíblico em que a Mãe do Senhor pediu aos servos do noivo da festa das bodas de Caná da Galiléia: “façam tudo o que ele vos disser”, isso, logo após a Mãe de Jesus ter se dirigido ao seu Filho e lhe dito que o vinho da festa havia acabado. Também sobre Maria Santíssima, Padre Geraldo citava a passagem em que, estando Jesus Cristo crucificado e vendo a tristeza de Sua Mãe, e o discípulo que muito amava ao lado d’Ela, Lhe disse: “mulher, eis aí o Teu filho”; e, depois, “homem, eis aí a Tua Mãe”, e, a partir daquele instante Ela assumiu a maternidade do discípulo amado e de toda a humanidade; o Padre nos lembrava assim que, Jesus Cristo nos doou sua Mãe durante o sofrimento na Cruz e nos deixou na condição de filhos seus. E Maria, na glória eterna, intercede diante de Seu Filho Jesus Cristo em favor de todos nós.

Em suas celebrações, Padre Geraldo nos lembrava de que é bom cuidar de nossa saúde, do nosso vestuário e até mesmo do nosso lazer, mas deixava bem claro que seria necessário nos atentarmos principalmente com as coisas relacionadas a nossa espiritualidade, não poderíamos nos esquecer de cuidar de nosso lado espiritual, jamais.

Padre Geraldo, em suas homilias e celebrações, além de seguir todo o ritual normal da Santa Missa, ainda acrescentava outras particularidades importantes que enriquecia mais a Santa Missa oferecia exemplos: logo no inicio, ele fazia o comentário de que é importante ir á Igreja para participar das celebrações, com o coração para Deus; alertava-nos de que devíamos ter a consciência de celebrarmos agradecendo e louvando a Deus por mais uma vez estarmos ali com o Pai, para rezarmos por nossos entes falecidos; pedir perdão por nossos pecados e uma boa semana para nós e para os nossos entes queridos. Enfim, ele tinha uma maneira toda especial de iniciar as celebrações que presidia.

Também durante a celebração Eucarística, Padre Geraldo, no momento das preces da comunidade, pedia aos presentes que apresentassem suas preces a Deus, orientando a todos que oferecessem suas intenções particulares por seus entes queridos já falecidos; no momento da oração do Pai Nosso, ele pedia para que, de coração e com fé, rezássemos com amor e confiança a oração que o próprio Jesus Cristo nos ensinou, pedindo para que, de mãos erguidas ao céu, repetíssemos as palavras ensinadas pelo Senhor Jesus, isso de modo bem consciente, pois nos lembrava de que, no momento em que rezamos o Pai Nosso, quando pedimos “Perdoai os nossos pecados”; deveríamos, antes, perdoar aqueles que nos ofenderam.

Suas homilias sempre eram marcadas por profundas reflexões feitas de maneira e palavras simples, mas de fácil compreensão de todos os que as acompanhavam. Costumava oferecer importantes exemplos escritos nos Santos Evangelhos, “trazendo para os dias atuais em que vivemos”.

Repetidas vezes dizia que as mães e os pais eram os primeiros responsáveis pela educação religiosa de seus filhos, e pedia para que os pais levassem seus filhos pequenos e os colocassem no local defronte do altar. Sempre quando ia iniciar a leitura do Evangelho, dizia: “naquele tempo Jesus disse aos seus discípulos e nos dirá aqui agora, hoje”;

Ainda nas celebrações por ele presidida, Padre Geraldo dizia que, “pelo fato de Jesus Cristo ter morrido na Cruz, não nos assegurar a salvação, Ele, Jesus Cristo, nos dá a condição de sermos salvos, (Dependendo de nossas atitudes para alcançarmos a salvação)”; ao final de cada celebração e antes da bênção final, ele pedia que fosse cantado o canto final, e somente depois fazia o encerramento da Santa Missa, concedendo-nos a bênção. Essa era mais uma especialidade do nosso querido e saudoso Padre Geraldo.

Considero Padre Geraldo, quando em vida, como religioso e homem de ações e modo de viver muito simples, mas de atitudes e orientações fortes, marcantes e transformadoras, pois todas eram voltadas para o bem comum, religioso e social.